Caracterização

A Freguesia de S. João do Campo é uma das 31 freguesias que compõem o Município de Coimbra. Situa-se a Noroeste da Cidade de Coimbra, localizando-se na margem direita do Mondego.
 
Em termos geológicos a freguesia insere-se na orla meso-cenozóica ocidental, com predomínio de rochas argilo-arenosas e calcários, estendendo-se por duas unidades morfológicas principais: a planície aluvial e as colinas gresosas. A esta diversidade o homem respondeu com uma desigual apropriação e ocupação do espaço: o campo, que corresponde à parte baixa, plana e frequentemente inundável, utilizou-o para a prática da agricultura; e o monte, por lhe conferir uma posição privilegiada perante a fúria do Mondego, habitou-o. Desta dualidade surgiria uma admirável complementaridade, não apenas paisagística, mas também sócio-económica. 
De facto, é uma freguesia com vegetação rica e variada, que desponta de solos fertilizados pelos materiais orgânicos trazidos pelas águas do Mondego. Em termos agrícolas destaca-se a cultura do milho, a vinha, a oliveira e os cereais de sequeiro. Em termos florestais, o pinheiro bravo e o eucalipto disputam a hegemonia. 
 
Duas ocorrências físico-hidrológicas marcam a freguesia: a proximidade ao leito do Mondego e o curso de água designado por Vala do Norte, ambos localizados na área Sul do território, em zona de planície. O carácter periódico das cheias tornou-as especialmente perigosas, de que resultou ao longo dos séculos, perdas de vidas humanas e avultados prejuízos materiais.
 
Do ponto de vista climático insere-se na região climática de tipo marítimo da fachada Atlântica: clima temperado, com Verões não excessivamente quentes nem secos e Invernos suaves e chuvosos.